pt

Entre em contato

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos no Brasil há cerca de 12 anos sempre prontos para oferecer as melhores soluções de recrutamento.

Fale conosco
Vagas

Nossos especialistas do setor ouvirão suas aspirações e compartilharão sua história com as organizações de maior prestígio do Brasil. Juntos, vamos escrever o próximo capítulo da sua carreira.

Ver todas as vagas
Candidatos

Juntos, mapeamos caminhos que definem a sua carreira e mudam a sua vida para alcançar suas ambições de carreira. Navegue pelos nossos serviços, conselhos e recursos.

Saiba mais
Serviços

As principais empresas do Brasil confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pelas nossas opções de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais
Sobre a Robert Walters Brasil

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Sabemos que podemos fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba Mais

Trabalhe conosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipe para saber mais sobre carreiras na Robert Walters Brasil.

Saiba mais
Entre em contato

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos no Brasil há cerca de 12 anos sempre prontos para oferecer as melhores soluções de recrutamento.

Fale conosco

Aumento dos funcionários ‘Boomerang’: 71% estão abertos a voltar a um antigo empregador

  • 71% consideram voltar aos empregadores pré-Covid depois de perceberem que "a grama não era mais verde"
  • 1/4 admite já ter contactado seu empregador anterior
  • 49% admitem que as principais razões para sair: propósito, remuneração ou flex – já não são relevantes
  • 48% afirmam que o seu empregador atual já não satisfaz as suas necessidades na realidade atual
  • 1/4  admite que o custo de vida mudou a forma como se sentem em relação ao seu atual empregador
  • 82% mantêm contato com o seu empregador anterior – 1/3 afirma que é para manter a porta aberta
  • 44% dos gestores hesitam em contratar trabalhadores anteriores
     

Quase três quartos dos profissionais (71%) declararam estar abertos a voltar ao seu empregador pré-Covid – com metade a admitir que as razões pelas quais saíram já não se aplicam ao mercado atual.

De acordo com uma pesquisa recente da consultoria de recrutamento especializado, Robert Walters, (com mais de 3.000 profissionais), 45% dos trabalhadores que deixaram o seu trabalho após o lockdown o fizeram por melhores salários - com outros 35% saindo para uma melhor cultura no local de trabalho ou mais propósito/realização em sua função.

Passados alguns anos, 48% dos profissionais admitem que o seu atual empregador já não está satisfazendo as suas necessidades – com um terço afirmando que a crise do custo de vida e a fadiga do trabalho híbrido (24%) mudaram a forma como se sentem em relação à sua situação laboral mais recente.

Toby Fowlston – CEO da consultoria global de recrutamento Robert Walters comenta:

"A recuperação pós-pandemia viu um número recorde de funcionários deixarem seus empregos no que foi anunciado como 'A Grande Resignação'.  No entanto, a nossa pesquisa indica os primeiros sinais de 'O Grande Arrependimento' -  com 71% dos profissionais afirmando que gostariam de voltar ao seu empregador pré-Covid, apenas 18 meses após a saída.  

"Ao longo de 2021, vimos aumentos salariais recordes oferecidos aos profissionais, com promessas de uma cultura flexível e híbrida. Em 2023, estes aumentos salariais são agora pálidos em comparação com o aumento do custo de vida e da inflação – com os recém-chegados a quem foram oferecidos salários inflacionados a terem muito menos probabilidade de terem recebido um aumento salarial este ano. Parece que os trabalhadores estão percebendo que, afinal, a grama pode não ter sido mais verde."

Manter um pé na porta

82% dos entrevistados admitiram ter mantido alguma forma de contato com um gestor anterior – com quase um terço afirmando que tal tinha como principal objetivo manter a porta aberta para futuras oportunidades de emprego (29%).

De fato, um quarto dos profissionais admitiu ter contatado um empregador anterior no ano passado sobre oportunidades de emprego, com mais de 11% afirmandoque ainda não o fez, mas que tenciona fazê-lo também este ano.

Menos de 1 em cada 5 profissionais fechou completamente a porta aos empregadores anteriores, com 18% a afirmar que mantém zero contato com o seu anterior gestor.

Gestores hesitantes

Embora o sentimento possa estar presente por parte dos profissionais, parece que o  mesmo não se pode dizer dos gestores – na verdade, 44% admitem hesitar em permitir que um antigo funcionário volte à equipe, com apenas um quinto a afirmar que só o consideraria se fosse um "funcionário excepcional".

Toby acrescenta: "Receio que os gestores/empregadores tenham de engolir aqui o seu orgulho.  Embora o mercado global de recrutamento tenha desacelerado ligeiramente em 2023, a escassez de candidatos continua – e, portanto, o fato de haver um pool de talentos aberto para voltar aos negócios deve animar os líderes.

Não só isso, mas este é um talento que pode chegar ‘’chegando’’ – eles já foram introduzidos no seu negócio, estarão familiarizados com os processos e têm um interesse anterior na marca – todas qualidades que podem levar anos para serem incutidas em um novo funcionário.

"À luz desta pesquisa, não só as empresas que estão contratando devem considerar o reengajamento com ex-empregados, mas também devem procurar treinar os gerentes sobre a realização de um processo de saída positivo, pois os 'funcionários bumerangues' podem muito bem ser uma solução para a escassez de habilidades.’’

Uma coisa fundamental para os empregadores é gerenciar o retorno dos funcionários bumerangues entre os trabalhadores existentes – em particular se alguém estiver retornando em uma posição mais sênior do que quando saiu. É necessário encontrar um equilíbrio e os empregadores devem avaliar que estão fazendo tudo o que podem para abrir linhas de oportunidade dentro de uma organização, ou arriscam-se a enviar uma mensagem de que um caminho para a promoção e um melhor pacote é seguir a rota do bumerangue.

Compartilhar artigo

Links relevantes

Envie a sua posição
Pesquisa Salarial
Conselhos de contratação
Fale conosco

Saiba mais ao entrar em contato com um de nossos consultores especializados em recrutamento

Conteúdo relacionado

Ver todos

5 principais motivos pelos quais os profissionais buscam uma mudança de trabalho em 2024

A Pesquisa Salarial 2024 está disponível, onde compartilhamos insights sobre o mercado de contratações, habilidades em maior demanda, tendências salariais e muito mais. A alta inflação segue impactando muitos países e aumentando o custo de vida, o que leva muitos profissionais a tomarem decisões imp

Ler mais

Volta ao presencial: 3 grandes tendências corporativas em 2024

2024 promete um cenário especial devido a cautela causada pelo atual momento econômico do país. A nossa Pesquisa Salarial 2024 afirma que 35% das empresas esperam dar um aumento salarial para seus funcionários em 2024, comparado a expectativa de 81% em 2023. Essa razão se dá devida à possível desace

Ler mais

CEO - A pessoa por trás do cargo

A liderança foi desafiada e as organizações ainda estão se adaptando ao novo mundo do trabalho. Uma figura fundamental em todas as empresas para impulsionar mudanças e atingir metas é o CEO, embora às vezes seja uma função individual. Nesta série compartilhamos dicas, conselhos e experiências de uma

Ler mais

Eu Sou Robert Walters, você é?

Junte-se à nossa equipe de pensadores criativos, solucionadores de problemas e inovadores. Oferecemos progressão de carreira acelerada, uma cultura dinâmica e treinamento especializado.