pt

Serviços

As principais empresas do Brasil confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pelas nossas opções de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais

Entre em contato

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos no Brasil há cerca de 12 anos sempre prontos para oferecer as melhores soluções de recrutamento.

Fale conosco
Vagas

Nossos especialistas do setor ouvirão suas aspirações e compartilharão sua história com as organizações de maior prestígio do Brasil. Juntos, vamos escrever o próximo capítulo da sua carreira.

Ver todas as vagas
Candidatos

Juntos, mapeamos caminhos que definem a sua carreira e mudam a sua vida para alcançar suas ambições de carreira. Navegue pelos nossos serviços, conselhos e recursos.

Saiba mais
Serviços

As principais empresas do Brasil confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pelas nossas opções de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais
Sobre a Robert Walters Brasil

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Sabemos que podemos fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba Mais

Trabalhe conosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipe para saber mais sobre carreiras na Robert Walters Brasil.

Saiba mais
Entre em contato

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos no Brasil há cerca de 12 anos sempre prontos para oferecer as melhores soluções de recrutamento.

Fale conosco

Gerentes 'acidentais' em ascensão – Um terço não está pronto para fazer o trabalho

Pesquisa

Resultados de uma pesquisa da Robert Walters com 400 gestores em Maio de 2024:

·       Mais de um terço dos gestores (32%) não receberam formação formal para serem gestores.

·       10% dos atuais gestores admite sentir-se "discretamente promovido" para gerir outras pessoas. Promoções silenciosas são aquelas em que um empregador dá a um colaborador um aumento de responsabilidade sem reconhecimento formal, aumento salarial ou mudança de título.

·       46% dos gestores afirmaram que tiveram que solicitar repetidamente* treinamento formal – com quase metade (63%) afirmando que o principal motivador para isso foi se sentir "sobrecarregado" ou "mal equipado" para lidar com a função (*solicitado mais de uma vez).

·       43% dos gestores ainda não "falaram" com seus líderes sobre seu desejo de ter treinamento formal – com quase metade (43%) se sentindo consciente de que isso colocaria dúvidas na mente de seus empregadores sobre sua capacidade.

·       31% não receberam nenhum treinamento "adicional" sobre ED&I – fora do que é oferecido a todos os funcionários em um nível geral.

·       35% dos gerentes supostamente têm um relacionamento "fraco" com o RH – com impressionantes 28% só se envolvendo com eles quando têm problemas ou preocupações relacionadas aos funcionários.

Gerrit Bouckaert – CEO da consultoria global de recrutamento Robert Walters:

"Embora não haja dúvida de que há uma longa história de pessoas sendo promovidas à gestores sem treinamento formal – essa tendência certamente parece mais acentuada nos últimos tempos.

"Pode haver uma série de razões para isso, mas na vanguarda está que os locais de trabalho não atenderam verdadeiramente às necessidades de uma força de trabalho híbrida pós-pandemia.

"Os gerentes modernos precisam lidar com o gerenciamento remoto, um foco maior na saúde mental e o surgimento da geração Z no local de trabalho – como você treina alguém para lidar com tudo isso?

"No passado, o principal papel de um gerente era manter os funcionários motivados e produtivos – no mundo de hoje, eles são obrigados a impulsionar a cultura de inclusão na equipe, liderar a adoção digital, possuir uma capacidade inata de saber se um membro de sua equipe está com dificuldades mentais e também ser portador de más notícias – sejam promoções atrasadas,  ou aumentos salariais silenciados.

"Estão surgindo novas pesquisas de que os gestores de hoje correm o risco de 'burnout por empatia' – em que se pede muito deles do ponto de vista emocional.

As empresas devem fazer mais

Gerrit acrescenta: "Dito isto, embora as exigências dos gestores tenham evoluído drasticamente e a um ritmo acelerado, simplesmente não é bom o suficiente que os profissionais tenham de pedir 'repetidamente' por uma formação formal.

"Se você deve promover alguém, então deve-se considerar se a) ele está equipado para ser um gerente b) o que precisa ser dado para prepará-lo para o sucesso.

"Não dar nenhum treinamento formal aos gerentes é prepará-los para o fracasso – em última análise, fazendo com que a empresa perca à medida que a rotatividade de funcionários aumenta e a produtividade da empresa diminui.

"Os gerentes são uma das principais razões pelas quais seus funcionários permanecerão ou deixarão uma organização – as empresas precisam fazer tudo o que puderem em termos de treinamento e suporte para garantir que seus gerentes sejam os melhores para trabalhar com e para."

Uma abordagem única para todos não pode ser aplicada ao treinamento

Gerrit continua: "As empresas devem lembrar que a gestão é um processo muito individual, e todos nós temos nosso próprio estilo e abordagem para isso. Por exemplo, alguns profissionais têm uma transição natural para a gestão – como um jogador de equipe – enquanto outros, que são igualmente capazes de ser um gerente, podem precisar de mais apoio.

"Seria errado da minha parte dizer que um programa de formação de gestão normalizado irá resolver o problema - nem todos são iguais, e nem devemos incentivar isso. Embora o treinamento teórico seja importante - as pessoas encontrando seu próprio estilo autêntico é muito mais crucial. Na verdade, espelhar comportamentos pode ser um caminho para uma cultura tóxica no local de trabalho.

Uma coisa que é vital, mas muitas vezes negligenciada é o coaching ou mentoring de 'transição' – preparar um profissional durante um período de tempo para ser genuinamente capaz de 'entrar' em um cargo de gestão." 

Partilhar artigo

Links relevantes

Envie a sua posição
Pesquisa Salarial
Conselhos de contratação
Fale connosco

Saiba mais ao entrar em contacto com um dos nossos consultores especializados em recrutamento

Conteúdo relacionado

Ver todos

Funcionário bumerangue: uma alternativa à escassez de talentos

Você consideraria voltar a uma empresa onde já trabalhou? Muitos podem encarar essa possibilidade com preconceito, acreditando que está regredindo na carreira, por exemplo. Uma recente pesquisa descobriu que 71% dos trabalhadores no Brasil estão abertos a voltar a um empregador anterior. Ainda mais

Ler mais

11 propostas para reter e atrair os talentos mais requisitados

Não se trata mais apenas de salário: cada vez mais, os profissionais exigem benefícios não monetários para continuar no trabalho. Diante da competição pelos melhores talentos e do aumento das contraofertas, as organizações buscam constantemente estratégias para serem mais competitivas no mercado e r

Ler mais

Eu sou Robert Walters, e você?

Junte-se à nossa equipe de pensadores criativos, solucionadores de problemas e inovadores. Oferecemos progressão de carreira acelerada, uma cultura dinâmica e treinamento especializado.