pt

Entre em contato

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos no Brasil há cerca de 12 anos sempre prontos para oferecer as melhores soluções de recrutamento.

Fale conosco
Vagas

Nossos especialistas do setor ouvirão suas aspirações e compartilharão sua história com as organizações de maior prestígio do Brasil. Juntos, vamos escrever o próximo capítulo da sua carreira.

Ver todas as vagas
Candidatos

Juntos, mapeamos caminhos que definem a sua carreira e mudam a sua vida para alcançar suas ambições de carreira. Navegue pelos nossos serviços, conselhos e recursos.

Saiba mais
Serviços

As principais empresas do Brasil confiam em nós para fornecer soluções de contratação rápidas e eficientes, adaptadas às suas necessidades exatas. Navegue pelas nossas opções de serviços e recursos personalizados.

Saiba mais
Sobre a Robert Walters Brasil

Para nós, o recrutamento é mais do que apenas um trabalho. Sabemos que podemos fazer a diferença na vida das pessoas.

Saiba Mais

Trabalhe conosco

As pessoas são o coração do nosso negócio. Ouça histórias da nossa equipe para saber mais sobre carreiras na Robert Walters Brasil.

Saiba mais
Entre em contato

Verdadeiramente global e orgulhosamente local, estamos no Brasil há cerca de 12 anos sempre prontos para oferecer as melhores soluções de recrutamento.

Fale conosco

Os quatro pilares da confiança

Robert Walters conversou com especialistas da FranklinCovey para aconselhá-lo sobre os tópicos mais urgentes com os quais os líderes executivos estão lidando atualmente. Nesta edição: como conquistar a confiança do conselho e dos acionistas ao iniciar uma nova função de c-suite.

Um antigo provérbio holandês afirma que a confiança chega a pé e sai a cavalo, o que significa que é difícil ganhar e fácil perder. Então, ao começar em uma função de C-level, como você ganha e mantém a confiança do conselho e dos acionistas?
A Robert Walters conversou com Jan Kuipers, fundador e diretor da FranklinCovey Benelux, que resume tudo em quatro pilares principais.

Congruência

Jan: “A primeira pergunta crucial que você precisa se fazer ao ingressar no C-level é: sou congruente?

Agora, não se trata apenas de suas ações estarem alinhadas com o que você diz que fará, trata-se também de sincronizar seus pensamentos e suas ações, seus sentimentos e suas ações. No momento em que você entrar no conselho e estiver inseguro sobre certos aspectos, não finja que não tem dúvidas. Porque fique tranquilo, outros executivos verão através de você.

Seja transparente sobre quaisquer dúvidas que possa ter, mas encontre um equilíbrio entre essas dúvidas e autoconfiança. Se você não duvidar de si mesmo, seus colegas terão dúvidas. Da mesma forma, se você continuar duvidando de si mesmo, eles vão se perguntar por que você assumiu essa posição.”

Intenção 

“Verifique consigo mesmo sobre sua verdadeira agenda e examine se você é honesto e aberto sobre suas intenções.

É possível que você se junte ao C-level tendo vários interesses. Você pode ter trabalhado para um grande acionista no passado, por exemplo, ou ser um acionista. Não é mais do que lógico que as pessoas possam questionar suas verdadeiras intenções: você está comprometido com o crescimento da empresa ou garantindo que ela seja à prova de futuro, ou você está tomando decisões no interesse do acionista ou de si mesmo?

Usar dois chapéus não precisa ser um problema, desde que você seja transparente sobre o que está tentando alcançar e certifique-se de que suas ações estejam de acordo com suas declarações. Quando as pessoas questionarem sua integridade, esteja aberto às críticas e inicie uma conversa aberta.

Não se esqueça, porém, de também olhar no espelho e se perguntar quais são suas verdadeiras intenções. Se você mesmo já percebe certas contradições, pode ter certeza de que seus colegas e colegas também as notarão.”

Relevância 

“Eu me considero relevante? Em uma função de nível C, você constantemente precisa se fazer essa pergunta. Eu entendo o suficiente sobre os desenvolvimentos em meu campo e a estratégia que escolhemos? Serei complementar ao conselho? Você pode ter sido gerente de marketing por anos no passado, mas você sabe o suficiente sobre os desenvolvimentos atuais em marketing online?

Jogue com sua força e crença em si mesmo, sem que isso se transforme em arrogância. Se você sabe que há certos aspectos em que precisa se desenvolver, trabalhe neles.”  

Resultados

“No final das contas, a maneira mais eficaz de construir confiança ainda é mostrando resultados. Se você subiu a escada corporativa interna ou se foi contratado externamente, terá que começar a entregar resultados em sua função de c-suite.

Isso não significa que os resultados sejam absolutos. Se você assumiu o cargo de CEO duas semanas antes do início da pandemia, o conselho e os acionistas entenderão se os resultados não estão de acordo com as expectativas anteriores. Mas você ainda pode ganhar confiança sendo congruente, tendo intenções transparentes e sendo relevante. O mesmo vale para o contrário: você pode alcançar ótimos resultados, mas quando as pessoas duvidam de sua congruência e intenção, a confiança ainda pode ser mínima.”

Quatro perguntas

“A beleza desses quatro pilares é que durante o seu dia de trabalho você sempre pode se fazer quatro perguntas:

  • Eu sou congruente?
  • Qual é a minha verdadeira intenção?
  • Eu sou relevante?
  • Qual é o histórico que estou construindo?
     

Ao aspirar a um cargo de C-suite, responder a essas quatro perguntas ajuda você a decidir se acredita que tem credibilidade e está pronto para o trabalho ou se ainda precisa se desenvolver antes de dar o salto final.''