Trabalho híbrido: Mudanças esperadas antes do retorno ao escritório

88% dos funcionários esperam mais flexibilidade para trabalhar em casa no futuro, enquanto 60% dos empregadores afirmam que as preocupações com a produtividade podem impedi-los de permitir que seus funcionários continuem trabalhando em casa.

Apesar de falar sobre o fim do modelo de trabalho tradicional das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira, a pesquisa mostrou que os funcionários mais jovens têm mais dificuldade em se manter conectados à cultura organizacional, seus líderes e colegas.

O modelo de trabalho híbrido não é para todos. Em alguns setores, como tecnologia e transformação, serviços profissionais, consultoria de gestão e no setor de serviços financeiros, as organizações podem optar por adotar permanentemente práticas de trabalho em casa para determinadas funções.

Mudanças esperadas antes de um retorno ao escritório

Se os profissionais pudessem escolher, 8% preferiria não ir ao escritório e se manter em um esquema de trabalho remoto, 27% gostaria de ir ao escritório 2 vezes na semana, 34% 3 dias e apenas 10% gostariam de retornar ao escritório 5 dias na semana.

Principais mudanças de comportamento ao retornar ao escritório:

  • 74% dos funcionários esperam um melhor equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional
  • 39% consideram que podem ter semanas de trabalho com menos dias
  • 56% querem trabalhar para ser mais colaborativo
  • 35% gostariam de terminar suas horas de trabalho mais cedo
  • 32% esperam ter a oportunidade de fazer atividades pessoais

Principais mecanismos para decidir a preferência entre trabalho presencial ou remoto

31% dos funcionários rejeitariam uma oferta de emprego que exige trabalho presencial contra 14% se fosse remota.

Entre os principais motivos de procura de trabalho que requeira presencial, 50% se deve ao equilíbrio entre a vida e o trabalho, já que a pandemia mostrou que é difícil desligar em casa, 63% gostam de ir ao escritório e 37 % consideram que requer interação face a face para fazer melhor o seu trabalho.

Por outro lado, entre os principais motivos para decidir por um trabalho remoto em vez de um trabalho presencial estão 84% sem transferência, 49% de horários flexíveis, 38% de autonomia, 65% de flexibilidade sobre onde morar e poder viajar, 54% de economia e 28% de roupas.

O que as organizações podem fazer para se adaptar?

Escolher o modelo de trabalho que melhor se adapta à organização.

‘’O que tem funcionado para a maioria das organizações é a capacidade de permanecer ágil e com a mente aberta sobre a adoção de um modelo de trabalho híbrido para o futuro que ofereça suporte às metas de negócios e à necessidade de manter altos níveis de produtividade e inovação. Ouvir os funcionários e chegar a acordos em conjunto será muito importante para que o modelo de trabalho seja eficiente.’’ Comenta Richard Townsend, country manager da Robert Walters Brasil.

Melhorar os pacotes de benefícios

De acordo com o estudo, atualmente no Brasil:

  • 56% dos funcionários consideram que seu salário reflete seu trabalho
  • 55% se sentem reconhecidos
  • 40% concordam com seu pacote de benefícios
  • 60% concorda com as políticas de inclusão
  • 45% consideram que têm um equilíbrio entre vida profissional
  • 46% estão satisfeitos com seu programa de férias

Como melhorar?

Salários:

Faça um mapeamento de talentos e identifique tendências, compare os salários da indústria e do mercado de trabalho em geral para ver em que estado se encontra a organização e se é possível adequar a tabela salarial. É importante também rever a disparidade salarial entre homens e mulheres e criar programas de paridade.

Reconhecimento:

O reconhecimento é um dos fatores mais motivadores para os colaboradores, reconhecer as atividades desenvolvidas, as boas práticas, os comportamentos e a dedicação melhora o sentimento de pertença e aumenta o compromisso.

Benefícios:

Com a pandemia, as organizações tiveram que inovar e criar estratégias para manter os funcionários conectados e engajados, a inclusão de benefícios como pagamento pela internet, pagamento de aulas online, acesso a aplicativos com foco em saúde mental e planos de treinamento aumentaram e agora estão entre os mais procurados pelos colaboradores.

Equilíbrio trabalho-vida:

Os funcionários buscam cada vez mais flexibilidade, o poder de ter tempo para realizar suas atividades pessoais e, ao mesmo tempo, atingir seus objetivos de trabalho. O trabalho de 8 horas está sendo transformado em um esquema baseado em metas, onde se você atingir as metas atribuídas, poderá ter a possibilidade de realizar outras tarefas.

white-male-on-evening-tablet
»
»
»
»